linhochafariz

Ontem (31/10), nosso Gabinete parlamentar recebeu uma informação de um atento e digno cidadão indaiatubano, informação essa que nos causou preocupação e temor.

Infelizmente, tal informação se revelou inteiramente verdadeira e concreta, qual seja um dos maiores, queridos, históricos e naturais símbolos da História de Indaiatuba foi atingido: as quatro bicas do Chafariz secaram!

chafariz

Já presentes no local, eu e minha assessoria, solicitei de imediato a presença do Diretor do Departamento de Meio Ambiente, engenheiros, técnicos e fiscais da prefeitura; todos, de pronto, atenderam minha solicitação, e se dirigiram ao local, e também constataram esse triste fato.

Em contato com o engenheiro responsável por uma grande obra em construção, próxima ao local, que prontamente atendeu a mim e aos funcionários da Prefeitura, este nos informou que a empresa possui um levantamento geológico do local (requisitei e aguardo tal documento), o qual, sem dúvida, será muito útil para possível identificação das causas desse desastre, e se prontificou a auxiliar na questão.

Também solicitei documentação complementar aos órgãos da Prefeitura, aos quais está afeta essa questão, bem como notifiquei a Fundação Pró Memória, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Engenharia e Planejamento, Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e Ministério Público.

Esteve presente ao local, também, o Secretário Municipal da Semurb.

Nesse momento não buscamos culpados e, por antecipação, entendemos que qualquer comentário nesse post que, minimamente, apontem ou insinuem responsabilidade a qualquer pessoa ou entidade pública ou particular, seria inoportuno, precoce, desaconselhável e divisionista, pois o nosso Gabinete Parlamentar, e acreditamos também ser o caso do Diretor do Departamento do Meio Ambiente, engenheiros, técnicos, fiscais e o titular da Semurb, estamos sim empenhados em buscar soluções para essa questão que, fundamentalmente, façam jorrar água novamente nas bicas do Chafariz que, por décadas, saciou a sede e garantiu a continuidade da vida de várias gerações do nosso povo, e hoje é reverenciado por todos nós.

Portanto, acreditamos ser esse um momento de união de todos os que vivem, pensam e amam nossa cidade e seu patrimônio.